Roteiro dos Templários


registo | recuperar

Roteiro dos Templários

Dois homens foram responsáveis pela fundação de um novo reino, movidos e apoiados por uma ordem à qual pertenciam. Portugal é a realização de um sonho Templário e 4º Mestre da Ordem do Templo, Gualdim Pais é o defensor desse sonho.

Descrição

O Roteiro Completo do Médio Tejo tem início na Cidade fundada por Gualdim Pais, líder Templário em Portugal. Será a partir de Tomar que seguiremos os passos da defesa militar do território português do Médio Tejo, que ficou a cargo da Ordem Templária há quase mil anos.  

Guião

O Roteiro Completo do Médio Tejo tem início na Cidade fundada por Gualdim Pais, líder Templário em Portugal. Será a partir de Tomar que seguiremos os passos da defesa militar do território português do Médio Tejo, que ficou a cargo da Ordem Templária há quase mil anos.  

Itinerário / Pontos de Interesse

Castelo Velho do Caratão

A povoação doada por Dom Afonso Henriques aos Templários exigia mais um Castelo de Observação e defesa da Linha do Tejo, porém tal nunca chegou a acontecer

Igreja de Sao Vicente

Fundada por Dom Afonso Henriques, depois da conquista de Abrantes aos Mouros, em 1149, a Igreja viria a ser reduzida em ruínas numa das invasões Mouras de que a localidade foi alvo.

Gualdim Pais

  Um dos maiores cavaleiros portugueses, intimamente ligado à história da fundação de Portugal. Grão-Mestre da Ordem Templária, foi armado cavaleiro por D. Afonso Henriques no mesmo dia em que este foi aclamado rei. A Gualdim Pais deve-se a fundação de vários castelos, dos quais se destacam os castelos de Almourol e a obra monumental de Tomar, com o seu convento e castelo.

Afonso Henriques

  O primeiro rei de Portugal, cognominado O Conquistador, foi o responsável pela fundação do reino e da sua expansão, à época da reconquista cristã. Para isso contou com a preciosa ajuda da Ordem dos Cavaleiros Templários, a quem doou grande parte do território português.

Paio Mendes

  Foi, em conjunto com Bernardo de Claraval, um dos grandes fundadores do reino de Portugal. Se D. Afonso Henriques e Gualdim Pais eram os grandes mestres no campo de batalha, Paio Mendes, o verdadeiro aio do rei, foi o grande mestre político.

Bernardo de Claraval

  Responsável pela difusão da palavra da Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão, ou Templários, com o seu louvor à nova cavalaria e principal impulsionador da Segunda Cruzada dos Templários, Bernardo de Claraval tinha um sonho: o de criar um estado-nação o mais longe possível de Roma, vendo em Portugal e na sua expansão o local perfeito para a sua Ordem de Cavaleiros.

Abu Yusuf Ya’Qub al-Mansur

  Responsible for spreading the word of the Order of the Poor Knights of Christ and of the Temple of Solomon, or the Templars, with their praise to the new cavalry and main leverage of the Second Crusade of the Templars, Bernardo de Claraval had a dream: to create a state-nation as far as possible from Rome, seeing in Portugal and in its expansion the perfect location for your Order of Knights.

Castelo de Abrantes

Abrantes

D. João I de Portugal celebrou aqui, em 1401, o casamento do seu filho D. Afonso, tendo dado início aos trabalhos de edificação dos chamados Paços da Rainha, ou Paços Novos. Foi também junto a este Castelo que acampou o exército castelhano, em 1385, na véspera da sua marcha para a Batalha de Aljubarrota.

Torre de Dornes

Ferreira do Zêzere

Mandada edificar pelo Mestre Gualdim, a Torre de Dornes veio reforçar a defesa do Médio Tejo, além de vigiar a povoação de Dornes e Ferreira do Zêzere nas suas actividades diárias.

Pelourinho de Águas Belas

Ferreira do Zêzere

Águas Belas é uma das várias regiões doadas por Dom Afonso Henriques à Ordem do Templo e ao Mestre Gualdim Pais. Nesta região, encontram-se dois exemplos máximos de construção aprendidas pelo Mestre na sua viagem a Jerusalém.

Castelo de Ourém

Ourém

Conquistada aos Mouros no ano de 1136, Ourém foi inteiramente doada pelo Rei Dom Afonso Henriques, não aos Templários, mas a sua filha, futura Infanta do Reino, D.Teresa. No entanto, a fundação do Castelo pertence aos Cavaleiros Templários.

Antiga Vila de Ourém

Ourém

Conquistada aos Mouros no ano de 1136, Ourém foi inteiramente doada pelo Rei Dom AfonsoHenriques, não aos Templários, mas a sua filha, futura Infanta do Reino, D.Teresa. No entanto, a fundação do Castelo pertence aos Cavaleiros Templários e foi a partir da defesa deste que a vila de Ourém começou a crescer.

Mata Nacional dos Sete Montes

Tomar

Em busca do local perfeito paraa construção do Castelo de Tomar, o Mestre Gualdim Pais e os seus cavaleiros procuravam na antiga mata selvagem pelas antigas ruínas romanas de Nabância.

Igreja S.João Batista

Tomar

Local de reunião e adoração dos Cavaleiros Templários, fundada pela ordem no século XII. Na época da sua fundação a Igreja era protegida por três santos representados perto da porta.

Igreja Sta Maria dos Olivais

Tomar

Aqui enterraram o corpo do Mestre Gualdim Pais, assim como todos os Mestres da Ordem Templária em Portugal – A Igreja de Santa Maria dos Olivais era o Panteão dos Mestres e local de adoração dos Cavaleiros Templários.

Convento de Cristo

Tomar

Fundado por Dom Gualdim Pais, o Convento de Cristo era a sede da Ordem Templária em Portugal. Em conjunto com o Castelo, representam o culminar da Ordem sob a direção do Grão-Mestre Gualdim Pais.

Castelo de Tomar

Tomar

Fundado por Dom Gualdim Pais, o Castelo de Tomar era a sede da Ordem Templária em Portugal e dentro das suas muralhas viveram as primeiras gentes da cidade. Em conjunto com o Convento, representam o culminar da Ordem sob a direção do Grão-Mestre Gualdim Pais.

Castelo de Torres Novas

Torres Novas

A localidade de Torres Novas andou ao sabor dos avanços e recuos das linhas do Médio Tejo e as origens do Castelo são desconhecidas. O certo é que a região foi conquistada, de vez, por Dom Afonso Henriques e Gualdim Pais, no seguimento das conquistas de Santarém e Lisboa.

Castelo de Almourol

Vila Nova da Barquinha

Responsáveis pelo povoamento entre o Mondego e o Tejo, além da defesa da Capital Coimbra, o Castelo de Almourol foi conquistado por Dom Afonso Henriques e doado à Orde do Templo para que Gualdim Pais se encarregasse da defesa da região.